Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA

Escritório de Santa Vitória realiza controle populacional de javalis

PDFImprimirE-mail

 

controle_de_javali_foto_2

BELO HORIZONTE (14/02/2019) - O fiscal assistente agropecuário do IMA, Rodrigo da Silva Carvalho, do escritório de Santa Vitória, pertencente à Coordenadoria de Uberlândia, participou, em janeiro deste ano, no município de Santa Vitória, de operação para controle populacional de javalis. A ação previne a disseminação de doenças no rebanho suíno mineiro, além de impedir zoonoses (doenças transmitidas ao ser humano através dos animais) como a brucelose e tuberculose.  “Após vinte javalis serem avistados na região, realizamos dois dias de controle populacional e uma fêmea foi capturada. O sangue do animal foi coletado e enviado para análise ao laboratório de saúde animal (LSA) do IMA”, informou o servidor.

Ele lembra que o IMA aceita amostras enviadas por profissionais capacitados pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), mas adverte que o controle deve ser feito apenas por quem passou por esse treinamento. “As ações são perigosas, pois os javalis também estragam o solo, destroem lavouras e, por serem animais agressivos, podem também atacar pessoas”, disse o fiscal assistente.

Segundo a coordenadora de Sanidade Suídea, fiscal agropecuária do IMA Júnia Mafra, todas as amostras analisadas em Minas Gerais até o momento estão livres de doenças. “Não temos relatos de sintomas de peste suína africana no Brasil, mas todo cuidado é pouco. Na Europa, por exemplo, javalis estão disseminando a doença, pois se contaminam quando comem lixo”, alerta. Ela explica que os javalis não possuem predadores e por isso acabam se tornando um problema ambiental. “Esses animais invadem as granjas e, além de causarem danos, infectam os suínos saudáveis”.

Entre as ações que o IMA realiza em prol da sanidade suína em Minas estão o controle do trânsito dos animais e a coleta periódica de sangue de suínos reprodutores em frigoríficos, e em Granjas de Reprodutores Suídeos Certificados (GRSC). O IMA elaborou cartilha alertando os suinocultores mineiros sobre as formas de transmissão e medidas preventivas para a peste suína clássica (PSC) e peste suína africana nos rebanhos dos suínos estado. A consulta à publicação é gratuita. Veja aqui.

javali05

controle_de_javali_foto_4

*solo destruído em lavoura de Santa Vitória